8 dicas antes de pegar um financiamento estudantil

Separamos 8 dicas para que você se planeje melhor antes de iniciar seu financiamento estudantil.

Os financiamentos estudantis podem propiciar a estabilidade necessária para focar nos estudos e conquistar o sonho de se formar médico, mas algumas atitudes podem ajudar você a concluir o curso sem maiores sustos, seja reduzindo despesas ou fazendo mais dinheiro.

Confira abaixo 8 alternativas que podem te ajudar a se planejar e, até mesmo, evitar um financiamento. 

Dicas para reduzir despesas

1. Descontos na faculdade

Muitas escolas oferecem descontos para antecipação das mensalidades, pagamentos em dia ou de acordo com o desempenho acadêmico. Vale a pena procurar a secretaria da faculdade e conhecer em detalhes essas possibilidades. É algo simples e rápido de se fazer, não custa nada perguntar!

2. Bolsas do governo

Por meio do ProUni, o governo oferece bolsas de estudos, com descontos que vão de 50 a 100% da mensalidade. Para obter uma bolsa, é preciso ter feito o ENEM e preencher alguns requisitos que variam de ano a ano, saiba mais clicando aqui

3. Reduzir os gastos despercebidos do dia-a-dia

A maioria das pessoas não sabe dizer ao certo como gasta seu dinheiro. Isso produz a falsa impressão de que é impossível reduzir as despesas. Porém, o simples exercício de anotar os gastos, permite uma análise detalhada de onde é possível economizar. E é frequentemente nessas pequenas despesas que existem oportunidades de economia. 

Alguns exemplos: levar lanche de casa ao invés de comprar em lanchonetes; evitar alimentação em restaurantes; não comprar coisas desnecessárias só porque estão em promoção; aprender receitas gostosas para fazer em casa.

Pense bem: esses pequenos detalhes podem fazer a diferença no caminho em busca do seu sonho.

4. Renegociar outras dívidas

Caso haja outras dívidas, é importante tentar renegociá-las. Pendências no cartão de crédito ou no cheque especial devem ser prontamente resolvidas, pois os juros são altíssimos. Os bancos em geral oferecem alternativas para isso.

Dicas para aumentar as receitas

1. Bolsa estudantil da faculdade

Muitas faculdades oferecem bolsas de estudos para monitorias e iniciação científica. Além de ajudar nas contas, isso tem um ótimo impacto no currículo.

2. Vender bens

Antes de tomar um financiamento, é interessante listar todos os bens disponíveis e seu respectivo valor, com a intenção de julgar qual deles pode ser vendido no momento, sem comprometer as necessidades domésticas. Exemplos corriqueiros são automóveis e imóveis. Vale lembrar que, para evitar uma venda ruim, existe a opção de colocá-los como garantia no financiamento. Saiba mais clicando aqui.

3. FGTS

Certas condições permitem saques do fundo de garantia. É interessante averiguar se algum de seus familiares tem essa possibilidade.

4. Pensar fora da caixa

Além disso tudo, é possível buscar maneiras de potencializar ganhos em negócios já existentes, com o objetivo de complementar a renda familiar. Como exemplo, podemos citar as pessoas que vendem trufas ou brigadeiros para ajudar nas despesas familiares. Nessa hora, vale usar a criatividade.

Se agora o que falta é o financiamento Alume, clique aqui e faça a sua solicitação.

Faça parte da Alume

Cadastre-se